Subsídios podem ser pagos em dívida pública

O Governo poderá anunciar brevemente uma medida alternativa para responder ao chumbo do Tribunal Constitucional: está a ser estudado o pagamento dos subsídios de férias dos funcionários públicos e dos pensionistas em títulos de dívida pública em vez de dinheiro, avança o The Wall Street Journal (WSJ) online.

De acordo com o jornal, que cita "uma pessoa familiar com a situação", a opção, se implementada, permitirá ao Governo não pagar (incorrer em despesa) cerca de 1.100 mil milhões de euros (valor líquido) nos próximos meses de junho e de julho, altura em que a verba teria de sair dos cofres das Finanças.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG