Puma assegura que substâncias tóxicas estão em níveis legais

A Puma disse esta terça-feira ter enviado para teste roupa que a Greenpeace garantiu ter químicos tóxicos e admitiu que algumas concentrações ultrapassam o limite permitido pela empresa, mas assegurou cumprir as normas europeias e rejeitou danos à saúde humana.

Vestígios de substâncias nocivas "foram encontrados em concentrações que estão em linha com a regulação da União Europeia para esses químicos e, por isso, não causam nenhum dano à saúde humana", disse à Lusa o porta-voz da Puma Internacional, Kerstin Neuber.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG