Privados têm até segunda para decidir sobre subsídios

Já foi hoje publicado em Diário da República o diploma que estabelece o pagamento dos subsídios de férias e Natal em duodécimos.

A partir de amanhã e durante os próximos cinco dias, os trabalhadores do privado terão de informar os seus empregadores se querem receber 50% do subsídio de férias e 50% do subsídio de Natal repartido pelos 12 meses do ano ou se preferem receber o 13º e 14º mês de forma integral, nos períodos normais.

Quem preferir receber os subsídios de forma integral deve estabelecer um acordo escrito com a empresa. Caso os funcionários não digam nada, o empregador efectua o parcelamento por defeito.

Fonte oficial da Economia explicou ao Dinheiro Vivo que existe alguma margem nos cinco dias. Ou seja, se a empresa funcionar ao sábado, o trabalhador terá a oportunidade de informar o patrão de que não quer os duodécimos. Caso a empresa apenas volte a funcionar na segunda-feira, essa informação poderá ser dada somente nesse dia.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG