OE tem folga de 900 milhões que vai quase toda para as PPP

A suposta almofada de segurança que as Finanças reservam para enfrentar riscos e derrapagens orçamentais é de 900,9 milhões de euros, o dobro face a 2012, primeiro ano do ajustamento da troika, e 66% maior face ao Orçamento de Estado para 2013. No entanto, esta folga será apenas teórica uma vez que a verba já está parcialmente destinada: é para pagar mais parcerias público-privadas.

De acordo com a proposta de OE para 2014, "o valor de outras despesas correntes em 2014 encontra-se influenciado pela inscrição da dotação provisional do Ministério das Finanças (523,8 milhões de euros) e da reserva orçamental (377,1 milhões de euros)". Dá 900,9 milhões de euros. Tinha sido 540,3 milhões em 2013 e 400 milhões em 2012.

Mais Notícias