Faria de Oliveira teme contaminação grega a Portugal

"A questão grega é um problema político complicado. Para Portugal era importante se se encontrasse uma solução para o caso grego, mas espero que não tenha efeitos de arrastamento sobre Portugal, apesar de a nossa situação ser bem diferente", declarou o presidente da Caixa Geral de Depósitos (CGD), Fernando Faria de Oliveira, à margem do colóquio internacional sobre gestão das Finanças Públicas que decorre em Lisboa.

Confiante de que o Governo e Portugal vão conseguir repetir a tradição que é cumprir os compromissos assumidos, o banqueiro aposta que o plano de troika será aplicado com sucesso e que Portugal retomará o acesso aos mercados. A saída do euro está fora de questão.

Leia mais em Dinheiro Vivo, a sua nova marca de economia

Mais Notícias

Outras Notícias GMG