Estado espera gastar 25 mil a 30 mil por rescisão amigável

Para despedir entre 10 mil e 20 mil funcionários, o Estado espera gastar entre 300 e 500 milhões de euros.

Os números foram hoje confirmados pelo secretário de Estado Hélder Rosalino e admitem que a despesa média por despedimento oscilará entre os 25 mil e os 30 mil euros. Claro que este valor é apenas indicativo: nas rescisões, o Estado promete pagar entre 1 salário e 1,5 salários por ano de trabalho, com a idade do funcionário a pesar neste multiplicador. Na comunicação que fez ao país sobre a nova reforma do Estado, Passos Coelho admitiu que os dois programas - passagem à mobilidade e rescisões amigáveis - vão retirar cerca de 30 mil funcionários do Estado.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG