Erro impede que subsídio de férias seja em duodécimos

Entra amanhã em vigor o diploma que regula a entrega dos subsídios de férias e Natal em duodécimos mensais. Mas um erro faz com que o subsídio de férias seja excluído da equação.

O que a portaria diz é que esta entrega fracionada não se aplica "a subsídios relativos a férias vencidas antes da entrada em vigor da presente lei que se encontrem por liquidar".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG