Endesa avança com barragem de 500 milhões no Mondego

A Endesa vai avançar com as barragens que tinha previstas para o Mondego, garantiu ao Dinheiro Vivo, o presidente em Portugal, Nuno Ribeiro da Silva.

Este investimento de 500 milhões estava em revisão devido ao fim da garantia de potência, um pagamento que o Governo decidiu congelar sem prazo no âmbito dos cortes das rendas de energia. Este valor tinha como objetivo compensar a empresa por ter investido em centrais que iriam servir de recurso, ou seja, funcionavam quando a produção das eólicas não era suficiente e paravam quando esta geração estava em alta.

Ribeiro da Silva diz que só falta o contrato de concessão a assinar com o ministério do Ambiente.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG