"Em vez de três anos deviam ter sido seis"

A previsão de uma recessão mais dura do que o inicialmente previsto este ano, pela Comissão Europeia, não surpreende o economista Medina Carreira.

"Isto não é nada que surpreenda. Tem que ser assim" devido à aplicação do programa de ajustamento da troika disse o antigo ministro das Finanças ao Dinheiro Vivo.

"A queda da economia deve-se a menos empregos e a mais impostos" afirma Carreira criticando também as vozes que pedem por mais medidas de apoio à economia: "Sem dinheiro, como é que se relança a economia?", questiona-se.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG