Dois mil milhões para apoiar emprego jovem

Depois de a Comissão Europeia ter eleito o combate ao desemprego jovem como uma prioridade, o Governo está a estudar a realocação de verbas não utilizadas do Fundo Social Europeu que deverão rondar os dois mil milhões de euros.

Ontem à saída de uma reunião com o ministro dos Assuntos Parlamentares Miguel Relvas, João Proença disse que foi discutida a reafetação de cerca de 1700 milhões de euros.

No entanto, ao que o DN/Dinheiro Vivo apurou, esse valor deverá ficar mais próximo dos dois mil milhões de euros. Os fundos poderão ser utilizados para dar incentivos à contratação de jovens, para pagar iniciativas de formação ou apoiar a criação de empresas.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG