David Cameron mantém o cheque britânico

O primeiro-ministro britânico foi para o Conselho Europeu com o objectivo de reduzir o valor total do orçamento proposto pela Comissão Europeia mas as suas intenções esbarraram em Durão Barroso e em Herman Van Rompuy.

David Cameron pretendia reduzir os custos administrativos, as despesas com o pessoal, mas não conseguiu convencer o presidente do Conselho Europeu a reduzir estes custos em 6 mil milhões de euros. Uma das vitórias de Londres foi a redução do orçamento do programa Connecting Europe, onde Herman Van Rompuy acordou numa redução de 4,5 mil milhões, face aos 20 mil milhões pretendidos pelos britânicos, segundo o The Guardian.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG