Chumbo do TC faz disparar juros da dívida portuguesa

O chumbo do Tribunal Constitucional a quatro normas do Orçamento fez disparar os juros da dívida portuguesa.

O receio dos investidores quanto à capacidade de Portugal cumprir as metas do programa de estabilidade reflecte-se nas maturidades a 10 anos, que, pela primeira vez, desde 28 de Fevereiro, superam os 6,5%, tendo avançado 20 pontos base. A cinco anos, a "yield" situa-se nos 5,3%.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG