Cadilhe: "Portugal precisa de reformismo"

O acordo firmado em Concertação Social é de "extrema importância" para o antigo ministro das Finanças, Miguel Cadilhe, que salientou faltarem "reformas estruturais que permitirão resolver o problema do défice público".

"Este Governo já vai com, não sei, uns sete meses em funções e continuo à espera que apareçam reformas estruturais importantes, não só anunciadas, mas executadas", adiantou, durante a conferência "A Poupança em Portugal", que decorre, hoje, no Porto.

"Uma reforma estrutural essencial é no mercado de trabalho, no sentido da flexibilidade e da competitividade. Há uma regra antiga que diz que leis rígidas de protecção dos salários podem levar a mais desemprego", apontou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG