"Alguns concorrentes pretendiam o controlo da REN"

O presidente da REN, Rui Cartaxo, congratulou-se hoje com o desfecho do processo de privatização da empresa e ressalvou que a escolha não foi feita por falta de candidatos, mas sim pela qualidade das propostas apresentadas e também porque alguns dos interessados tinham planos diferentes dos do Estado nesta venda.

"Alguns concorrentes pretendiam o controlo da REN e não era esse o objectivo do Estado", disse à margem da assinatura dos contratos de venda com a chinesa State Grid e com a árabe Oman Oil.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG