Dilma anuncia mais 50 anos de zona franca no Amazonas

A Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, anunciou na terça-feira o prolongamento da zona franca de toda a região do Amazonas, onde vai aplicar incentivos fiscais à indústria, válidos por 50 anos a partir de 2013.

"O Governo decidiu prorrogar a zona franca de Manaus [capital do estado do Amazonas) por 50 anos a partir da data do seu vencimento e queremos estender este modelo a toda a região", afirmou Rousseff, em conferência de imprensa, citada pela EFE, nessa cidade.

A zona franca de Manaus foi instaurada em 1967 pelo governo militar, no âmbito da sua política de substituição de importações e numa tentativa de incentivar o desenvolvimento da região que nunca tinha atraído a indústria, por estar demasiado distante dos principais centros de consumidores. O regime de incentivos fiscais na capital do estado do Amazonas estava autorizado até 2013, ficando agora em vigor até 2063, quase um século depois da sua implementação.

Actualmente, o pólo de Manaus reúne várias empresas de electrónica, telecomunicações, informática, electrodomésticos, entre outros, constituindo um dos eixos principais da indústria manufactureira do Brasil. Segundo Dilma Rousseff, a ampliação do modelo de zona franca a toda a região do Amazonas vai "levantar um muro virtual de protecção" da selva.

"É muito importante ter uma alternativa que não tenha a ver com a destruição da selva e sim com a preservação da biodiversidade", reiterou a Presidente brasileira.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG