Concorrência valida compra da Groundforce pela Urbanos

A Autoridade da Concorrência validou o acordo de princípio entre a TAP e o Grupo Urbanos para a compra de 50,1 por cento do capital da empresa de assistência nos aeroportos Groundforce, disse à Lusa fonte oficial da transportadora.

"A Autoridade da Concorrência validou o negócio", afirmou a fonte da TAP.

A 05 de dezembro, o Grupo Urbanos e a TAP anunciaram um acordo de princípio para a compra de 50,1 por cento do capital da empresa de assistência nos aeroportos Groundforce.

A concretização do negócio, segundo o comunicado divulgado pela TAP e pelo Grupo Urbanos na altura, estava dependente da avaliação do Governo e do parecer da Autoridade da Concorrência.

A avaliação do Governo ainda não foi conhecida.

A TAP partilhou a Groundforce até março de 2008 com os espanhóis da Globalia, altura em que os 50,1 por cento detidos pela empresa espanhola foram comprados por três bancos (BIG, Banif e Banco Invest).

Na sequência desta operação, a propriedade desta participação voltou para as mãos da TAP pelo mesmo valor que tinha sido vendida ao consórcio bancário: 31,6 milhões de euros.

A TAP transferiu então o controlo de gestão da Groundforce para a empresa independente Europartners, uma operação que foi submetida à autorização da Autoridade da Concorrência.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG