CMVM proíbe vendas a descoberto das ações da PT até quinta-feira

A Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) anunciou hoje que decidiu proibir as vendas a descoberto das ações representativas do capital social da Portugal Telecom (PT) por mais dois dias.

A decisão hoje comunicada surge um dia depois de o regulador ter decidido proibir as vendas a descoberto dos títulos da PT durante o dia de hoje.

Considerando que "a flutuação do preço das ações em causa não pode excluir a ocorrência de um fenómeno de especulação com impacto negativo", a CMVM decidiu "a extensão, por um período adicional de dois dias de negociação, da proibição das vendas a descoberto das ações representativas do capital social da PT no Euronext Lisbon [...] com efeitos a partir das 00:00 de 22 de outubro de 2014, até às 23:59 do dia 23 de outubro de 2014".

Esta proibição de vendas a descoberto "não é aplicável à atividade de criação de mercado", acrescenta o supervisor, adiantando que a decisão foi notificada à Autoridade Europeia dos Valores Mobiliários e dos Mercados (ESMA).

As ações da PT foram as que mais perderam hoje na bolsa de Lisboa e fecharam a recuar 8,15% para 1,00 euros.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG