CGTP diz que maioria dos trabalhadores recusou duodécimos

A CGTP concluiu hoje que "a esmagadora maioria dos trabalhadores" recusou o pagamento de metade dos subsídios de férias e de Natal por duodécimos, optando por continuar a recebê-los por inteiro, disse um responsável à Lusa.

Os trabalhadores do setor privado tiveram até segunda-feira para optar se pretendiam receber, este ano, metade dos subsídios de férias e de Natal repartida pelos 12 meses do ano.

"Da informação que temos através das nossa estruturas setoriais e distritais concluímos que a esmagadora maioria dos trabalhadores rejeitou a opção dos duodécimos", disse à agência Lusa Joaquim Dionísio, da Comissão Executiva da Intersindical.

Segundo o sindicalista, a central sindical não interferiu na opção dos trabalhadores, mas alertou-os para a intenção desta medida.

"Há muito que as empresas defendem a diluição dos subsídios de férias e de Natal e agora o Governo faz-lhes a vontade, também para disfarçar a brutal carga fiscal sobre os rendimentos de quem trabalha".

Joaquim Dionísio manifestou satisfação pela posição assumida por grande parte dos trabalhadores.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG