Belmiro de Azevedo defende redução da Taxa Social Única

O presidente da Sonae, Belmiro de Azevedo, defendeu hoje, em Matosinhos, que a redução do IRC e da Taxa Social Única (TSU) é "a melhor maneira" de promover o crescimento e a criação de emprego.

"Esse dinheiro é altamente reprodutivo", afirmou Belmiro de Azevedo, escusando-se a fazer considerações político-partidárias.

O empresário falava à margem da cerimónia de assinatura de um protocolo para a instalação em Matosinhos da Escola de Gestão do Porto, da qual é presidente do Conselho Geral.

Belmiro de Azevedo sustentou que "o abatimento teórico" na TSU é "completamente reversível", ao permitir "criar emprego e modernizar equipamento, de modo a sermos competitivos".

"O espectro de não ter emprego é das coisas piores que há na vida das pessoas e isso pode afectar muito a coesão social. Não há desenvolvimento sem produtividade, mas em coesão social. O IRC é 30 por cento superior aos países que estão a concorrer connosco, o que nos deixa em desvantagem", concluiu.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG