TDT: Linha de apoio recebeu 1.150 telefonemas depois de desligamento do sinal analógico

A linha de apoio da televisão digital terrestre (TDT) recebeu 1.150 telefonemas até às 15:00 de hoje, após as emissões televisivas com sinal analógico terem sido desligadas na quinta-feira, anunciou hoje a Anacom.

Segundo a Autoridade Nacional das Comunicações (Anacom), entre as 12.30 de quinta-feira, altura em que foram desligados os emissores e retransmissores com sinal analógico, e as 15.00 de hoje "registaram-se cerca de 1.150 telefonemas para a linha de apoio da TDT por parte de pessoas que ficaram sem ver televisão, por não se terem preparado para a migração".

Para o regulador, este é "um número pouco expressivo se se atender ao universo abrangido pelo desligamento dos emissores e retransmissores que foram desligados na quinta-feira: mais de 1,9 milhões de pessoas - cerca de 730 mil famílias".

No entanto, adianta a Anacom em comunicado, nem todos teriam de fazer a migração, dado que a maioria dispunha de serviços de televisão paga.

"Antecipando que algumas pessoas pudessem deixar a migração para muito perto da data de desligamento final ou mesmo para um momento posterior ao apagão total, a Anacom decidiu prorrogar o prazo durante o qual os beneficiários do subsídio de instalação e do subsídio para a aquisição do descodificador podem requerer" os mesmos.

Estes apoios poderão ser requeridos até 31 de agosto, mais 60 dias do que o previsto no programa de subsidiação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG