Apagão no Monsanto... e nas televisões da RTP

À mesma hora que o emissor analógico do Monsanto foi desligado, às 11.00 de 1 de fevereiro, também parte das televisões espalhadas pelas instalações da RTP se tingiram de negro e branco

Durante quase uma hora, a maioria das televisões dispersas pela Marechal Gomes da Costa, a sede da estação pública, ficaram sem emissão. Tudo porque tinha sido desligado o emissor analógico do Monsanto e nem todos os ecrãs estavam preparados para a migração para o digital.

"Algumas pessoas ficaram chateadas e queixaram-se, outras brincaram com a situação de que a RTP estava sem tv", conta fonte do canal. Um outro informador refere: "Ficamos sem televisões uma hora ou duas, mas até estranhamos porque temos Cabo", refere, justificando que este "apagão" nas televisões do público aconteceu "nos televisores mais velhos que estão espalhados um pouco por toda a empresa".

Os serviços técnicos foram chamados a intervir e, pelo que o DN.pt apurou, não foi necessário comprar descodificadores.Até ao momento, a explicação que é dada para a demora prende-se com o tempo necessário para a transição do sinal.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG