Um quarto das crianças vive na pobreza

Quase um quarto das nossas crianças são pobres. O comissário da UE para os Direitos Humanos alerta para o risco do trabalho infantil e a Cáritas Europa recomenda que se reforce o Estado Social.

Em 2011, a taxa de pobreza infantil em Portugal estava em 22,4%. A conclusão é de um relatório da Cáritas Europa sobre "o impacto da crise europeia" nos países mais afetados, divulgado ontem. De acordo com a edição de hoje do "Jornal de Notícias", o relatório acrescenta ainda que a estatística portuguesa está dois pontos percentuais acima da média da União Europeia.

Desde o ano de 2005 que a pobreza infantil em Portugal está acima da taxa média da UE27. E se esta estatística desceu entre 2004 e 2007, voltou a subir a partir de 2008. Os casos aumentam de dia para dia e a própria Cáritas Portuguesa assume, no contributo dado para este relatório, que não consegue dar conta de todas as situações de emergência.

Mais Notícias