Saúde gastou menos 58 milhões no transporte de doentes

Conta hoje o jornal Público que o Serviço Nacional de Saúde reduziu em 39% a despesa com transporte de doentes não urgentes desde 2010, acima das exigências da troika. Taxistas contestam na rua preferência dada aos bombeiros.

Escreve hoje o Público que deve ser criada em breve a nova figura de veículo dedicado aos transporte de doentes. Para os taxistas, trata-se de "uma cedência ao lobby dos bombeiros" que acabará por sair "mais cara" ao país.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG