Rescisões amigáveis pagam imposto

Trabalhadores tributados em IRS acima de um salário por ano de serviço. Sobretaxa de 3,5% também é aplicada.

O "Correio da Manhã" escreve hoje que "os funcionários públicos que saiam do Estado com indemnização, no âmbito do programa de rescisões amigáveis que o Governo anunciou, vão ser tributados em IRS na parte que exceda um salário por cada ano de serviço. Como essa compensação financeira irá acrescer ao rendimento anual, esses trabalhadores estarão também sujeitos ao pagamento da sobretaxa extraordinária de IRS de 3,5 por cento. Na prática, isso significa que numa indemnização de 1,5 vencimentos por cada ano de trabalho, como o Governo admite pagar, meio ordenado será, de imediato, sujeito ao pagamento de IRS".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG