Remédios ligados a 17 casos de morte

Mais de metade dos 1454 casos suspeitos de reações adversas a medicamentos notificados, no último ano, ao Infarmed foram considerados graves: em 17 houve mortes e em 123 perigo de vida do doente.

O "Jornal de Notícias" escreve hoje que "entre 22 de julho de 2012 e 23 de julho deste ano foram recebidas no Sistema Nacional de Farmacovigilância (SNF) 1454 notificações de suspeitas de Reações Adversas a Medicamentos (RAM), sendo que 823 (57%) foram consideradas graves pelo notificador, na esmagadora maioria médicos, farmacêuticos e enfermeiros. A maioria dizem respeito a vacinas, antibacterianos e medicamentos do cancro".

Segundo o jornal, "entre os casos mais graves de suspeitas estão 17 situações que levaram à morte do doente, 123 casos de risco de vida, 113 situações incapacitantes, 109 hospitalizações e um caso de anomalia congénita, havendo 460 (56%) notificações em que não foi atribuída qualquer justificação para a classificação de grave".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG