Recessão mais forte é ameaça ao Orçamento

O abrandamento brusco das exportações forçou o Banco de Portugal a rever outra vez as suas previsões para o PIB em 2013. O impacto pode ser uma derrapagem de 0,4 pontos percentuais.

Mais um relatório com previsões para a economia portuguesa e mais um revisão em baixa das projeções de crescimento, com novos sinais de que o país pode estar em risco de entrar na espiral recessiva de que falava o Presidente da Republica.

Desta vez foi o Banco de Portugal a apresentar novas projeções, conta o jornal "Público" na sua edição de hoje. Estima então o banco que para o ano de 2013 irá acontecer uma variação negativa do PIB de 1,9%, um resultado pior do que os 1,6% com que tinha avançado no mês de novembro.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG