Quatro barcos de 100 milhões para salvar estaleiros

Mário Ferreira prepara-se para exportar navios-hotéis, num negócio de mais de cem milhões de euros que, diz, poderá viabilizar os Estaleiros Navais de Viana do Castelo. O patrão da Douro Azul liderará o negócio, o cliente está encontrado e falta o OK da banca.

O "Jornal de Notícias" escreve hoje que "o homem que tem vindo a construir um império a partir dos cruzeiros no rio Douro não aponta os estaleiros minhotos como a única solução. "Em Portugal, para construir navios desta qualidade, só existe o engenheiro Carlos Martins", nota. Ou seja, no âmbito do Grupo Martifer, em Aveiro. E se tudo falhar, há Espanha. E se tudo falhar ainda, o cliente, a Viking River Cruises, "vai para a Alemanha". Estamos a falar em quatro navios de 135 metros, dois para estarem concluídos em 2016, os outros dois no ano seguinte. Estamos a falar num negócio "muito superior a cem milhões de euros".

Segundo Mário Figeiredo "não é fácil competir com Alemanha, França e Itália, países que são, atualmente, líderes na construção de navios de cruzeiro. Há que conseguir o mesmo preço que é praticado na Alemanha, com a mais valia dos detalhes que ultrapassam a construção naval" e colocam Mário Ferreira á cabeça da parte portuguesa do negócio. No entanto, adverte, "Portugal não oferece as mesmas facilidades que outros estados, com programas de apoio, e a construção terá de ter, à cabeça. financiamento garantido".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG