Professores escapam às 40 horas semanais no Estado

O ministro Nuno Crato garante que o horário dos professores não passará para as 40 horas semanais, como sugere a "troika".

O "Diário Económico" escreve na sua edição de hoje que "os professores vão escapar ao aumento do horário semanal das 35 para as 40 horas semanais previsto para toda a Função Pública, garantiu ontem o ministro da Educação, Nuno Crato".

Segundo o jornal, "a medida era exigida pela 'troika' e foi estudade pelo Governo para ser aplicada a todos os trabalhadores do Estado. No entanto, o ministro da Educação e Ciência - que chegou a admitir que esta hipótese estava a ser estudada - deu, ontem, a garantia de que os professores não vão ver alargado o seu horário de trabalho. "Posso dar essa garantia para que as pessoas possam estar tranquilas em relação a isso", afirmou.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG