Polícias violam código da estrada para ir trabalhar

Por causa das portagens para estrangeiros, há meio ano que dezenas de agentes do Centro de Cooperação Policial Aduaneira de Castro Marim fazem manobras proibidas, diariamente, na Via do Infante (A22).

"Toda a gente o faz", afirma um polícia, sobre os cerca de 50 colegas portugueses e espanhóis que trabalham naquela Centro de Cooperação Policial Aduaneira representação do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras, GNR, PSP e JN.

Segundo a edição de hoje do "Jornal de Notícias", o CCPA foi questionado em torno das infraestruturas ao Código da Estrada ali cometidas, fala antes em "inconvenientes atualmente existentes", que são "diretamente resultantes de obras levadas a cabo no local pela Estradas de Portugal".

Mais Notícias