Polémica com relatório do FMI é visto como arma negocial

O PSD e o Executivo ficaram surpreendidos com o relatório do Fundo que reconhece erros no programa de ajuda à Grécia. O documento é visto como uma oportunidade para ter mais margem de manobra junto da 'troika'.

O "Diário Económico" escreve hoje que "no Governo, o relatório do FMI a assumir "erros" no resgate financeiro à Grécia já começa a ser visto como uma "arma" que Passos Coelho e Vítor Gaspar podem usar para terem maior margem de manobra com a 'troika'. Oficialmente,questionados pelo jornal, nem o gabinete do primeiro-ministro, nem do ministro das Finanças o assumiram, mas nos bastidores, depois da surpresa com o 'mea culpa' do FMI na Grécia, o relatório começou a ser olhado como uma oportunidade. Recorde-se que ainda recentemente, num debate quinzenal, o primeiro-ministro assumiu que poderá ter de pedir à 'troika' uma nova flexibilização das metas para 2014 e a oitava avaliação do memorando ocorre já em julho".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG