Nova licenciatura suspeita envolve adjunto de Sócrates

O ex-chefe de gabinete de José Sócrates no Rato, André Figueiredo, enfrenta a acusação de ter uma licenciatura falsificada. O Ministério Público já levantou um processo com vista à anulação.

O semanário "Sol" escreve hoje que "o MInistério Público (MP) abriu um inquèrito para averiguar indícios de falsificação na licenciatura em Direito pela antiga Universidade Internacional (UNI) do deputado socialista André Figueiredo, que foi secretário nacional adjunto do PS na liderança de José Sócrates, com o pelouro da organização do partido. O inquérito, cuja existência foi confirmada ao semanário pela Procuradoria-geral da República (PGR) - que se excusou a avançar pormenores invocando segredo de justiça - decorre no MP da Figueira da Foz, onde até 2009 funcionou o pólo da Internacional frequentado pelo deputado. Ao mesmo tempo, no Tribunal administrativo e Fiscal de Coimbra, estão a ser reunidas informações com vista a um eventual pedido de anulação da licenciatura. "No âmbito deste processo, já foram feitas várias diligências, estando-se neste momento a aguardar uma informação pedida á Direção-Geral do Ensino Superior", informa a PGR. André Figueiredo garante que está a ser difamado e que o seu processo de licenciatura "é normalíssimo".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG