Nova acusação BPN um ano depois de relatório da PJ

O relatório final da Polícia Judiciária que serviu de base à nova acusação do Ministério Público no âmbito do caso BPN foi remetido há mais de um ano para o Departamento Central de Investigação e Ação Penal, que ontem anunciou ter acusado nove arguidos.

A informação foi confirmada ao jornal "Público" por duas fontes da PJ que estranharam o atraso da acusação, já que a Unidade nacional de Combate à Corrupção tinha enviado o relatório final ao DCIAP, com proposta de acusação, há mais de um ano. Contactada ontem, a porta-voz da Procuradoria Geral da República não conseguiu dar uma explicação em tempo útil. A assessora de imprensa da PGR admitiu não ter conhecimento deste facto, tendo sublinhado apenas que não iria comentar o assunto.

A nova acusação envolve nove arguidos, incluindo o ex-ministro da Saúde de Cavaco Silva, Alrlindo Carvalho. Os visados são acusados de burla qualificada, abuso de confiança e fraude fiscal qualificada.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG