Metros perdem 2 mil milhões de euros na roleta financeira

Os metros do Porto e de Lisboa estão a perder dois mil milhões de euros por terem contratado um produto financeiro arriscado, associado a empréstimos bancários. O buraco nas contas não para de aumentar.

O "Jornal de Notícias" escreve hoje que "o Governo mandou a Inspeção-Geral de Finanças passar a pente fino todas as operações de financiamento da Metro do Porto, que já acumula uma perda potencial superior a 832,3 milhões de euros. No Metropolitano de Lisboa, os instrumentos de gestão de risco financeiro, conhecidos no meio bancário como "swaps", abriram um buraco ainda maior: superava os 1,13 mil milhões no terceiro trimestre do ano passado".

Segundo o jornal, "os inspetores estão na Metro do Porto para averiguar a dimensão dos prejuízos e os contornos dos contratos "swaps". Mas, na mira do Ministério das Finanças está todo o sector empresarial do Estado e, em particular, as empresas públicas de transportes. Todas subscreveram estes instrumentos financeiros altamente especulativos e não obrigatórios para a contratação dos empréstimos. Existe até quem os classifique como jogo".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG