Idoso multado em 20 mil euros por ter um milhafre

Há dois anos um milhafre real foi apreendido pela GNR a José Ferreira, de 82 anos, que não tinha licença para o ter numa gaiola, aberta. O pássaro vive agora fechado e quem tratou dele tem 20 mil euros para pagar.

O "Jornal de Notícias" escreve hoje que "o milhafre real, em vias de extinção, é protegido por lei. Apareceu ferido, há 20 anos, no quintal da casa de José Ferreira e da mulher, Rosa, em Póvoa de Mosqueiros, Santa Comba Dão. Trataram-lhe de uma ferida na asa direita e abrigaram-no numa gaiola esburacada, com a porta aberta para poder sair. Mas a ave ali ficou durante 20 anos, alimentado a peixe e carne crua, mas voar não era com ela. Após uma denuncia, a GNR apreendeu o animal e agora José Ferreira, de 82 anos, tem de pagar uma multa de 20 mil euros. O idoso tem uma reforma de 250 euros e atualmente está acamado".

Segundo o jornal, "o ICNF argumenta que José Ferreira cometeu uma contraordenação muito grave, punida com uma coima de 20 mil euros, ao deter, sem autorização, o milhafre real, inscrito na Convenção sobre Comércio Internacional das Espécies da Fauna e Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção. Também é acusado de ter violado a Convenção de Proteção da Vida Selvagem e dos Habitats Naturais, punível com 249,39 euros".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG