Governo quer forçar serviços a poupar 600 milhões

O aumento de cinco postos nos descontos para a CGA aplica-se também a autarquias e assim, pressiona os dirigentes a acelerar a redução de funcionários. As câmaras têm de poupar o dobro para cortar o défice.

De acordo com o Jornal de Negócios, o Governo quer forçar os serviços públicos a poupar cerca de 600 milhões de euros no próximo ano, através de um aumento da contribuição de todos os organismos para a CGA, a qual não será compensada pelo Orçamento do Estado.

Um aumento de cinco pontos percentuais está previsto na proposta orçamental. O Governo decidiu reduzir a transferência que o Estado fará para a CGA em 533 milhões e euros, de 4.198 milhões de euros para 3,665 milhões em 2013. Esta medida é uma das poupanças mais significativas inscritas nos mapas do Orçamento de Estado, notícia o Jornal de negócios.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG