Governo põe bancos estrangeiros em tribunal

A negociação com a banca internacional não correu bem e o Estado vai colocar em tribunal os contratos "tóxicos" encontrados em seis empresas públicas. O caso, porém, pode ser julgado em Inglaterra e vai durar.

O semanário "Sol" escreve hoje que "o Governo só conseguiu negociar com a banca internacional uma pequena parte dos contratos "tóxicos" encontrados nas empresas públicas. E prepara-se para anunciar, hoje, que vai remeter para a Justiça a "fatia de leão" desses acordos, contestando a sua validade. "Não foi possível resolver a maior parte", confirmou ao semanário um responsável pelo processo".

Segundo o semanário Sol há um problema adicional a caminho, "todos os contratos em causa tê por base a legislação inglesa. O que suscita a dúvida se os processos serão julgados cá ou em Londres - questão que só o ministério Público poderá decidir. O Executivo está preparado para o pior. "Vai demorar. E vai ser penoso", embora do ponto de vista político seja sempre um trunfo abrir processos com a banca, sobretudo com a estrangeira, como é o caso. Os principais bancos envolvidos são o Goldman Sachs, o JP Morgan, o Deustche Bank e o BNP Paribas. Sempre com produtos considerados de "altíssimo risco" pelo Governo - representando mais de dois mil milhões dos três mil milhões de perdas potenciais identificadas pelo Estado".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG