Fundação Saramago nunca pagou despesas de manutenção

A Câmara Municipal de Lisboa terá gasto nos últimos quatro meses cerca de 16 mil euros com água, luz e limpeza da Casa dos Bicos. O protocolo, porém, obrigava a fundação a assegurar essas despesas.

De acordo com o jornal "i", a partir de agora, a Câmara Municipal de Lisboa pagará todas as despesas da Fundação José Saramago: água, luz, limpeza e manutenção do edifício são assegurados pela autarquia, que prevê gastar anualmente entre 40 e 50 mil euros com o espaço.

O acordo foi formalizado na semana passada, mas o certo é que, ao contrário do que previa o protocolo original, a fundação garante que nunca pagou nem recebeu qualquer faturas com os gastos da Casa dos Bicos, onde estão a sede, a biblioteca e a loja desta instituição. Ou seja, aquilo que eram gastos da responsabilidade da FJS - e que rondariam os 3 mil a 4 mil euros mensais - nunca foram assumidos pela fundação.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG