Funcionários terão de sair do Estado no fim da mobilidade

Indemnização será idêntica à dos novos despedimentos coletivos e por extinção de posto de trabalho.

O "Jornal de Negócios" escreve hoje que "o Governo garante que quer encontrar novos locais de trabalho para os funcionários excedentários. Mas ao mesmo tempo determina, agora de forma mais direta, que quem chegar ao fim do novo sistema de "requalificação" sem colocação terá que cessar o contrato. Na nova proposta, que será debatida esta terça-feira com os sindicatos, passa a estar prevista a atribuição de subsídio de desemprego e de uma indemnização idêntica às dos despedimentos por extinção de posto de trabalho no sector privado".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG