Exportações de azeite aumentaram 25% em 2012

A produção caiu 8% em 2012, após cinco anos consecutivos a crescer, mas as exportações atingiram um novo máximo e aumentaram 25% em volume e 15% em valor, representando 224 milhões de euros.

A queda de produção interrompe um ciclo de crescimento consecutivo desde 2007, mas não foi tão severa como inicialmente previsto. No final do ano passado, as estimativas do INE apontavam para uma produção de 58 mil toneladas (menos 23,5%), mas os dados mais recentes do Gabinete de Planeamento e Políticas do Ministério da Agricultura pintam um retrato mais otimista e "mais em linha" com as provisões da Casa do Azeite, Associação do Azeite de Portugal.

De acordo com a edição de hoje do jornal "Público", a falta de chuva não deixou o olival dar mais frutos entre outubro e fevereiro, meses em que decorre a apanha da azeitona. Contudo, nas exportações o setor continua a mostrar bons resultados. Dados do Eurostat relativos aos primeiros 11 meses de 2012 dão conta de uma subida de 15% face ao período homólogo. As vendas de azeite português no estrangeiro já valem 224 milhões de euros, "o maior valor de sempre". Em volume, o crescimento foi de 25%.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG