Escutas a Duarte Lima revelam plano de fuga com secretária

Escutas telefónicas a Duarte Lima revelaram que este estava a preparar a fuga para o estrangeiro, chegando a pôr o motorista a perseguir a polícia que vigiava os seus movimentos.

O semanário "Sol" escreve na sua edição de hoje que "as escutas telefónicas a Duarte Lima no processo BPN, que esta semana começou a ser julgado, demonstram por que as autoridades decidiram avançar para a sua detenção, em novembro de 2010. O advogado tinha tudo preparado para fugir: o plano passava por retirar de Portugal a secretária Marlete Oliveira, com quem tinha uma relação amorosa, realizar capital o mais rapidamente possível e juntar-se a ela mais tarde, com um pé-de-meia que lhes permitisse viver num país onde não existissem acordos de extradição ou alguma possibilidade de ser julgado".

Segundo o jornal, "quando Duarte Lima se apercebeu do cerco da polícia e pressentiu que podia ser preso a qualquer momento, colocou o seu motorista a perseguir os carros suspeitos que rondavam a sua residência em Lisboa. A pressa em desfazer-se dos seus bens e realizar dinheiro tramou Duarte Lima. Depois de preso, alegou que estava a realizar capital para cumprir com o pagamento de avultados empréstimos a bancos, mas não convenceu os magistrados".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG