Empresas privadas estão a aumentar salários até 3%

Mesmo num país ensombrado pela crise há empresas que mantém as suas políticas de aumentos salariais. Em setores como química, farmacêutica, vidro ou metalurgia, os colaboradores vão ter este ano um aumento do vencimento que varia entre 1% e 3%. Apesar de tudo, esta política não é para todos os portugueses, escreve o "Diário Económico" na sua edição de hoje.

O grupo Cimpor, por exemplo, decidiu manter este ano os níveis salariais. Uma política seguida também na Microsoft Portugal. No entanto a empresa, que já em 2012 tinha congregado os salários, vai pagar este ano prémios de bom desempenho e conceder 25 dias de férias aos colaboradores dados os elevados índices de produtividade, adiantou fonte oficial.

Por outro lado, há quem não saiba o que a sorte lhes reserva. No têxtil e no calçado, por exemplo, continuam as reuniões com os representantes dos sindicatos e ainda nada se sabe. Reuniões que decorrem num contexto de recusa do Governo a fazer qualquer revisão em alta do salário mínimo.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG