Detetadas irregularidades nas candidaturas ao superior

A cinco dias de serem tornados públicos resultados do acesso ao superior, Ministério da Educação confirma existência de irregularidades. Algumas escolas terão introduzido dados errados nas fichas ENES.

O "Público" escreve hoje que "alguns alunos de cursos profissionais que se candidataram ao ensino superior estão a ser chamados às escolas onde realizaram exames nacionais por terem sido detetados problemas nas suas candidaturas. Estão a ser informados de que há erros nas fichas ENES que foram emitidas pelas escolas - destas fichas constam as classificações dos estudantes, com as quais eles se candidatam às universidades e politécnicos".

O Ministério da Educação e Ciência confirmou ao jornal que "há erros, mas diz que que o problema não está no sistema informático e sim no facto de haver escolas que introduziram dados incorretos. O Júri Nacional de Exames detetou algumas irregularidades no preenchimento das fichas ENES de alguns alunos do ensino profissional durante a verificação final do processo de candidatura dos alunos, verificação esta que é um procedimento normal e já previsto", fez saber o MEC, adiantando que "não é um erro da base de dados mas sim do preenchimento manual".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG