Críticas do PSD irritam Passos Coelho

Noite quente na São Caetano, onde o Primeiro-ministro foi duramente criticado pelo aparelho do PSD e saiu furioso.

O semanário "Sol" escreve hoje que "o PSD tinha razões de queixa do Governo e, desta vez, não as calou. O jantar entre Passos Coelho e os presidentes distritais, que terminou pelas 02.30 da madrugada de quarta-feria, foi um desfilar de críticas à ação do Governo. Passos Coelho já ia preparado, mesmo assim irritou-se e terminou com um apelo à lealdade do partido".

Segundo o jornal, "o líder social-democrata agradeceu a quem falou frontalmente em vez de andar entretido a fazer "jogos sujos" - uma referência que foi tida como alusão às conversas de bastidores sobre o mau desempenho do Governo, e que teria como destinatários os líderes distritais de Lisboa e Porto".

Durante a noite "houve momentos em que Passos Coelho se irritou com as críticas, chegando mesmo a dizer que não estava ali para discutir em detalhe "políticas sectoriais", ao que alguns interlocutores responderam que, por seu lado, estavam ali para relatar os problemas com que os portugueses se debatem no seu dia-a-dia".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG