Crise levou mais portugueses ao SNS em 2012

Mais de sete milhões de portugueses recorreram pelo menos uma vez ao médico de família, em 2012. É o maior registo desde que o sistema é monitorizado e a crise não é alheia a este aumento.

No ano passado, 7 milhões e 43 mil utentes tiveram consulta médica no centro de saúde. Mais 312 mil do que em 2011, o que corresponde a um aumento de 4,6%. A pressão sobre o Serviço Nacional de Saúde (SNS) cresce ao ritmo da deterioração das condições socioeconómicas dos portugueses.

De acordo com o relatório da Administração Central do Sistema de Saúde sobre a monitorização mensal da atividade assistencial do SNS em 2012, citado pelo "Jornal de Notícias" na sua edição de hoje, apesar de haver mais utentes a visitar o médico de família, o número total de consultas nos cuidados primários baixou 4,7% em relação a 2011.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG