Crise adiou remodelação no Governo

O primeiro-ministro ocupou os últimos dias em contactos frenéticos para fechar a negociação com a troika após o cumbo do TC. Assim, não houve tempo para tratar da remodelação.

O semanário "Sol" escreve na sua edição de hoje que "a crise desencadeada pela decisão do Tribunal Constitucional (TC) não deu tempo a Passos Coelho para fazer a remodelação ampla do Governo que pretendia". Segundo o semanário, " nos próximos tempos Passos Coelho não voltará a mexer no elenco governativo, ficando assim combinada uma remodelação em dois actos. Ficará à espera do "mote certo" para desencadear as alterações - que já considera necessárias para abrir uma nova fase da governação".

Um ex-minsitro justificou ao semanário que "há uma lógica sequencial" e que só "a partir de maio é que há condições para se fazer uma mudança profunda e que possa trazer um novo fôlego. E até Pires de Lima (CDS), que há duas semanas pedia uma remodelação rápida, veio dizer, na terça-feira, que há tempo para a fazer até final do mês".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG