Austeridade de 30 mil milhões não chegou para o défice

A fatura da austeridade aplicada nos últimos três anos ascende a 30 mil milhões de euros. Mesmo assim, o défice e a dívida pública estão muito longe das metas definidas no início do programa da troika.

O "Público" escreve hoje que "depois de anunciar quase 30 mil milhões de euros de austeridade, mais 12 mil milhões do que o inicialmente previsto, Portugal conseguiu baixar o seu défice público, mas ficou distante das metas definidas no início do programa da troika. E a dívida cresceu muito mais do que o previsto. Os números das contas públicas dos últimos três anos contam a história de uma tentativa de baixar os valores do défice a todo o custo. Mas em que os efeitos dessa mesma política na evolução da economia acabaram por inviabilizar o cumprimento dos objetivos iniciais. Sucessivos pacotes de austeridade, apresentados para compensar os resultados pouco eficazes de medidas anteriores, acabaram por resultar numa redução do défice público de 9,1% do PIB em 2010 para 4,9% em 2013. A redução é mais pequena, de 8,7% para 5,3%, se não se considerarem as medidas extraordinárias e não repetíveis. Em qualquer dos casos, o objetivo inicial de chegar a 2013 já com um défice de 3% e a 2014 com 2,3% ficou longe de ser atingido".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG