Analfabetos e deficientes tinham carta por 7500 euros

Rede de corrupção envolve 20 escolas de condução e sete examinadores. Mais de 200 passaram em exames em Trás-os-Montes.

O "Jornal de Notícias" escreve que "terão sido mais de 200 os beneficiários de um esquema de corrupção desmantelado pela Polícia Judiciária (PJ) e que incidiu sobre duas redes montadas em especial em torno dos centros de exames de Mirandela e Bragança. Foram, no total, detidos 24 suspeitos, incluindo donos de cerca de 20 escolas de condução de Bragança, Vila Real, Braga, Viana do Castelo, Porto, Aveiro e Guarda. Os inspetores investigavam sete examinadores e apuraram que, com este esquema, qualquer um podia ter carta de condução. É que entre as pessoas que aceitaram entregar entre 2500 e 7500 euros de luvas há analfabetos (nem os números dos sinais de trânsito conheciam bem), deficientes mentais e físicos e ainda indivíduos que chumbaram vezes sem conta em exames feitos sem batota. Há ainda, quem tenha aceitado pagar simplesmente para não lhe ser levantado qualquer obstáculo no exame".

Mais Notícias

Outras Notícias GMG