"Não será sempre Portugal o tema de todas as viagens?"

O último protagonista destas 31 entrevistas em Agosto é aquele que anda constantemente mais longe de Portugal. Não é por isso que Gonçalo Cadilhe deixa de acertar em cheio no diagnóstico sobre o que mudou na alma dos portugueses, que, em tempos, partiram à descoberta e à conquista do mundo e que agora mais não são do que turistas. A entrevista começou em Java e continuou por outras paragens até ser concluída.

O escritor não sente remorsos por viver a viajar - "Remorso? Curiosa palavra. Sinto uma certa frustração por o trabalho que escolhi e a carreira que construí serem tão mal remunerados em Portugal" - e afrima gostar de se cruzar com outros portugueses nas suas viagens.

Até porque o País está sempre com ele: "Pergunto-me se não será sempre Portugal o tema de todas as viagens... Ao percorrer o mundo, faço-o sempre com um olhar português - em cada pasmo, reflexão, perplexidade cultural que descrevo sobre o resto do mundo, é também um retrato do próprio Portugal que fica descrito".

Estando constantemente lá fora a olhar "cá para dentro", Gonçalo Cadilhe tem consigo um sentimento com que qualquer viajante se identificará - "O regresso a casa é sempre o momento mais emocionante", garante.

Leia a entrevista na íntegra no e-paper do DN.

31 entrevistas em Agosto é uma rubrica do "Made in Portugal": durante os 31 dias deste mês de Agosto o DN publicou 31 entrevistas a figuras portuguesas, que falaram do País que temos e daquele que queremos. Todas as entrevistas foram conduzidas pelo jornalista João Céu e Silva.

Todas as entrevistas já publicadas podem ser consultadas AQUI.

Mais Notícias

Outras Notícias GMG