Brasil envia caso de Rosalina Ribeiro para Portugal

Ministério Público do Rio de Janeiro anunciou envio dos autos, dizendo as "provas são fundamentadas em fatos concretos e são contundentes".

O Ministério Público do estado do Rio de Janeiro decidiu enviar para Portugal o processo relativo à morte de Rosalina Ribeiro para que Duarte Lima, o principal suspeito do homicídio, responda na justiça portuguesa pelo crime alegadamente cometido no Brasil. Para o procurador-geral Cláudio Lopes, as provas contra Duarte Lima "são fundamentadas em factos concretos e são contundentes". "As investigações demonstraram que Duarte veio ao Brasil para cometer o crime", declarou ainda o repsonsável máximo do MP do Rio de Janeiro numa nota.

"O Procurador-Geral de Justiça do Rio de Janeiro, Cláudio Lopes, encaminhou, hoje (21/12), ao Procurador-Geral da República, Roberto Gurgel, autoridade central por força do Tratado de Extradição com Portugal, cópias integrais dos autos da ação penal de homicídio proposta pela Promotoria de Saquarema contra o advogado e ex-deputado português Domingos Duarte Lima", refere a mesma nota no site do MP do Rio de Janeiro, acrescentando: "O Procurador-Geral da República poderá, agora, remeter os autos à Justiça portuguesa, à qual o denunciado deverá responder processo. Duarte Lima é acusado pela Justiça brasileira de matar a também portuguesa Rosalina da Silva, de 74 anos, em dezembro de 2009, no Município de Saquarema, herdeira de uma herança no Brasil."

Mais Notícias

Outras Notícias GMG