Varina dá vitória na final de Espinho

O sol resolveu ser a grande surpresa da Final Nacional da 54.ª edição das Construções na Areia, evento organizado pelo 'Diário de Notícias'. No areal da Praia Azul, famílias em peso compareceram para apoiar os 'seus' finalistas.

Jorge Esteves e António Gonçalves Oliveira têm duas coisas em comum: nunca participaram numa edição das Construções na Areia, mas ambos adoram treinar e motivar os familiares mais novos para concorrerem nesta prova organizada pelo Diário de Notícias desde 1952. Pelas mãos destes dois treinadores já passaram várias gerações de vencedores.

Esta passagem de testemunho, de geração para geração, verifica-se logo na história da vencedora da 54.ª edição das Construções na Areia. A mãe, Eugénia Lima, participou pela primeira vez em 1968. "Na altura ganhei localmente, mas nunca na final nacional", recorda. O bichinho ficou-lhe no sangue e passou para as filhas. Depois da participação da filha mais velha, ontem foi a vez da pequena Juliana, de 14 anos, repetir a vitória de 19 de Agosto, em Vila Praia de Âncora. Triunfo que deixou Eugénia "um bocadinho surpreendida".

Já Juliana Lima Freixo, a filha, prefere destacar a "experiência de participar" nas Construções. E recorda que foi por causa da irmã e dos primos que começou a concorrer nesta iniciativa. Até agora já participou em três finais nacionais. Mas não vai poder defender o título em 2012 pois, por ter 14 anos, atingiu o limite de idade de participação. Garante, porém, que fica satisfeita com os resultados.

Jorge Esteves, por seu turno, recorda que decorria o ano de 1987 e estava na praia da Figueira da Foz com a família num dia em que se realizava ali uma eliminatória das Construções na Areia. Desafiou o filho a participar, só que "ele não queria, quase tive de o empurrar lá para dentro", recorda. Mas se o rapaz não queria, porquê tanta pressão? "Era para ganhar uma camisola", revela Jorge Esteves. O Nuno Tiago, agora com 33 anos, resignou-se e participou. Ganhou a prova e levou para casa a primeira de duas bicicletas que recebeu nas Construções na Areia.

Desde então, Jorge é o "mentor" da família. "Ao longo do ano vou perguntando se os miúdos já pensaram no que vão fazer e depois, nas férias, treino-os", explica. Ao todo já "formou" dez vencedores, mas ontem a Maria Esteves Vieira não venceu a Final Nacional. Depois do primeiro lugar na praia do Pedrógão, ficou-se pelo sétimo posto em Espinho.

António Gonçalves Oliveira, de 63 anos, também já treinou vários vencedores. "Eu, quando estou na praia, gosto de fazer construções", explica. Depois, "os miúdos chegam, perguntam como faço e eu digo que é com as mãos. A partir daí ensino-os a fazer construções", adianta o pai de uma das finalistas nacionais. "Os filhos participaram todos e, às vezes, os amigos acabam por ir por arrasto", acrescenta que gosta de "ver os miúdos a brincar ao ar livre" e da iniciativa e criatividade muitas vezes demonstradas na areia.

Durante a entrega dos prémios, Alexandre Nilo Fonseca, director de Marketing da Controlinveste - grupo que detém o DN - sublinhava precisamente esta forma como as Construções na Areia unem várias gerações de famílias. "De todos os estratos sociais e de todas as idades", recorda ainda. "Ao fim de tantas edições é fantástico ver esta multidão e todas estas pessoas que se juntam para ver e apoiar os concorrentes", frisa.

Também por isso, recorda Alexandre Nilo Fonseca, "é importante continuar a haver esta aposta da administração e o apoio de todos os patrocinadores", como o Canal Panda, a Mitsubishi Motors, e a Câmara e Junta de Freguesia de Espinho, onde se realizou novamente a final.

Na hora de despedida da edição de 2011, o presidente da Câmara de Espinho não deixou de confessar a enorme surpresa com "a qualidade dos trabalhos" e a "grande dificuldade que foi avaliar os projectos, trabalhos de grande precisão". Pinto Moreira, antes de entregar o primeiro prémio, aceitou o repto do presidente da junta local, Rui Torres, e mostrou-se também disponível para voltar a receber a final nacional das Construções na Areia em Espinho.

Mais Notícias